Transporte para gatos: como reduzir o estresse com a caixa de transporte

0
52

Em uma viagem, passeio ou até mesmo nas visitas ao veterinário, usar uma caixa de transporte para gatos é a maneira mais segura de deslocar o seu pet para os mais diversos lugares.

O problema é que alguns felinos têm verdadeiro pavor de mudar a rotina e de ficar confinados, além de que alguns já associam o objeto às consultas clínicas. Assim, eles acabam ficando extremamente estressados antes e após passar por uma experiência como essa.

Você se identificou com a situação? Neste post, separamos dicas quentinhas para transportar o seu gato na caixinha sem traumas e complicações. Continue a leitura e descubra como ajudá-lo a ficar mais tranquilo! Vamos lá?

Escolha a caixa certa

Antes de mais nada, você deve garantir que a caixa de transporte para gatos escolhida é a correta para o seu animal. Para isso, analise fatores como modelos, materiais e tamanho.

O seu peludo precisa ficar confortável e se sentir seguro dentro do local. Por isso, opte por modelos mais firmes e que dão sustentação, especialmente se ele exagerou na ração e no patê e está um pouquinho acima do peso. Acontece, né?

Aliás, nada de escolher um modelo transparente! Isso deixa o bichano muito exposto e estressado frente a situações em que ele deseja se esconder, como a aproximação de cachorros.

As caixas que tem uma abertura na parte da frente e também na parte de cima são mais práticas, pois fica mais fácil colocar o gato lá dentro caso ele não entre sozinho.

Incentive o pet a entrar na caixa

Você já foi obrigado a fazer algo que não queria? Isso não é nada legal, certo? O mesmo acontece com o felino quando você o obriga a entrar na caixa transportadora.

Isso só vai fazer com que o seu pet crie ainda mais aversão a esse objeto. Sabendo disso, são necessárias algumas táticas especiais para fazer com que ele se acostume com o compartimento.

Para isso, deixe a caixa aberta em algum cômodo da sua casa onde seu gato goste de dormir. Introduzir brinquedos e alguns petiscos que ele adora lá dentro ajuda a acelerar o processo.

Se ainda precisar de uma mãozinha a mais, você pode pulverizar feromônios na caixa 30 minutos antes do transporte. Com essas ações, o seu gato vai ficar 100% tranquilo.

Prepare o bichano para o transporte

Depois que o seu gato já estiver entrando e saindo da caixa por conta própria, o próximo passo é acostumá-lo a ser carregado dentro dela. Você pode começar esse treinamento com alguns passeios mais curtos, até mesmo ao redor da sua casa.

Em seguida, amplie as distâncias. Leve seu peludo para um passeio dentro da caixinha pelas ruas ou até para um parque mais próximo. Por fim, inclua os passeios de carro.

Dentro do veículo, é importante reduzir a quantidade de ruídos provenientes do meio externo para não estressar o animal. Além disso, é essencial garantir que o ambiente esteja bem ventilado, especialmente no verão.

Se você vai transportar o seu pet em um ônibus, trem ou metrô, o mesmo processo de adaptação deve ser aplicado. Assim, o gatinho estará preparado para encarar um número considerável de pessoas perto dele e movimentos um pouco mais bruscos.

Viu só como é possível reduzir o estresse ao utilizar uma caixa de transporte para gatos? É só seguir as nossas dicas para perceber como o seu animalzinho vai ficar muito mais tranquilo para encarar essa situação. Assim, todos saem ganhando: ele, que pode até dormir dentro da caixinha (que sonho!), e você, que vai evitar alguns bons arranhões!

Quer mais dicas de cuidados com os gatos? Leia nosso artigo e descubra como escolher ração úmida para eles!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here