É realmente necessário dar banho em gato? Descubra agora!

0
48

Os bichanos são conhecidos pela sua higiene e podem passar, por incrível que pareça, metade das horas que ficam acordados se lambendo.

Sua língua áspera que serve como uma escova, seus dentes afiados que removem sujeiras mais agarradas e suas patinhas umedecidas por saliva que se assemelham a esponjas fazem os cat lovers perguntarem-se se é preciso dar banho em gato.

A resposta é simples: depende. Mas depende exatamente de quê? Continue a leitura do artigo e entenda um pouco mais sobre o asseio desses queridos e peculiares peludos!

Por que gatos se lambem tanto?

Se você tem ou teve a chance de conviver com gato, certamente percebeu que eles dedicam horas do seu dia se lambendo. Começam aplicando saliva em uma das patas anteriores e com movimentos circulares esfregam seu rosto e orelhas. Depois, partem para a limpeza de pernas e patas traseiras, flancos, região anogenital e cauda.

A ordem das partes do corpo varia, mas uma coisa é certa: nada fica de lado nesse processo de limpeza pessoal. O ângulo das papilas gustativas da sua língua permite que escovem seus pelos e removam a sujeira com muita eficiência (ainda mais se tiverem pelos curtos).

Os gatinhos começam a se lamber desde muito cedo, estimulados pela sua mãe, e esse hábito também serve para estreitar os vínculos que têm com seus parentes e demais membros do grupo.

É preciso dar banho em gato?

Como dissemos, depende. Os veterinários afirmam que não é necessário, pois a alta frequência de banho nos bichanos remove a proteção natural de sua pele, deixando-os vulneráveis a afecções de pele. O banho também elimina o seu odor próprio, o que propicia ataques de outros animais — inclusive dos que convivem diariamente com eles.

Além disso, como a maioria dos gatos realmente não suporta água, a experiência pode ser traumática e pode, até mesmo, causar problemas cardíacos em decorrência do estresse gerado.

Algumas ocasiões em que é importante dar um bom banho em gato são:

  • caso ele tenha se sujado com produtos tóxicos (que seria altamente prejudicial caso fossem lambidos);

  • se estiver com pulgas e outros parasitas;

  • se estiver com micoses e outras afecções de pele;

  • se você recém resgatou o bichano das ruas;

  • se o pelo do gato é muito longo e ele tem dificuldades para higienizá-lo sozinho;

  • se está muito calor no ambiente e seu gato está sofrendo;

  • se ele parou de se higienizar por algum motivo.

Então, caso seu peludo não esteja em uma das situações listadas, dar banho em gato não é propriamente uma urgência. Em algumas horas ele dará conta, sozinho, da sua higiene.

Como dar banho em gato?

Se você não está satisfeito com a limpeza do seu bichano, a escovação, ao menos uma vez por semana, costuma resolver quaisquer questões. Com isso, você ainda estreita seu laço afetivo com o peludo, promove um momento de relaxamento e, ainda, diminui os problemas com bolas de pelos.

Contudo, se o bichano estiver precisando, encha uma bacia ou o tanque com água morna antes de colocá-lo lá, pois o barulho da água jorrando da torneira vai assustá-lo. É recomendado usar luvas de jardinagem para se proteger dos arranhões e, se você tiver o auxílio de outra pessoa para segurá-lo, melhor.

Contenha o peludo com uma das mãos pela nuca ou pelo peito, evitando que ele salte, e com a mão livre, espalhe o xampu específico para gato. Tenha muito cuidado ao limpar sua cabeça, para que não entre água em seus olhos e orelhas.

Remova o excesso de sabão — certamente o seu bichano vai se lamber após o banho — e seque-o com uma toalha macia e absorvente, uma vez que o barulho do secador é aterrorizante para os gatos.

Não exagere na frequência, os banhos podem ocorrer entre 5 semanas e 6 meses, mas consulte o veterinário para ajustar a periodicidade.

Dar banho em gato não é uma prática necessária e é recomendada em situações específicas. Os bichanos prezam por sua higiene pessoal, não precisando da ajuda dos tutores para se manterem limpinhos.

Outra atividade que deixa os tutores de cabelos em pé é a hora da medicação. Então, aprenda, agora, como dar remédio para o gato de maneira tranquila!

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here