Agressividade na hora da comer

0
166
agressividade na hora de comer.
agressividade na hora de comer.

Apesar da causa ainda não estar bem estudada, existe uma teoria que indica que os cães quando filhotes que comeram de um pote coletivo predispõem a desenvolver agressividade na hora de comer. Os sinais de agressividade podem variar desde ligeiros (rosnar ou fugir com a comida) a graves (onde podem mesmo ocorrer mordeduras).

Muitos tutores optam por não tratar os sinais mais moderados de agressividade, escolhendo não incomodar o animal enquanto come ou fechá-lo numa divisão da casa separada, mascarando o problema.

Porém, a melhor forma de lidar com as agressividades deste tipo é evitar que elas se iniciem, começando com um cachorro que ainda não tenha esse tipo de comportamento. Confira essas dicas:

1- Faça com que a hora de comer seja calma

Nos primeiros dias do cachorro em casa, pode ser uma boa opção alimentá-lo à mão e tornar a experiência o mais calma possível.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2- Estimule-o a aceitar companhia na hora de comer

O próximo passo é habituar o cachorro a ter alguém a se aproximar da sua comida, associando a um ato positivo como a entrega de um biscoito ao mesmo tempo. Faça isto pelo menos uma a duas vezes por refeição, até que ele se sinta confortável em tê-lo por perto durante a refeição e não tenha agressividade na hora de comer.

3- Sem forçar a barra!

Não force o seu cãozinho. Se o cachorro demonstrar sinais de ansiedade, pare e tente novamente em outro momento.

4- Muita paciência! Principalmente com bichinhos que foram de rua

Em caso de cães resgatados isso pode acontecer com mais frequência uma vez que eles estão acostumados a “brigar” por sua alimentação nas ruas ou em abrigos superlotados. É necessário que o tutor tenha muita paciência com o animal e não desista da adoção por esta dificuldade. Estamos falando de  animais mal tratados e traumatizados que entendem que tal atitude é  necessária para sobrevivência. Nesses casos, a presença de um profissional em comportamento canino é fundamental para que o animal sinta-se seguro e passe a confiar em seu tutor.

5- Se preciso, peça ajuda de um adestrado

Se após algumas tentativas o seu cãozinho ainda estiver apresentando agressividade na hora de comer, não exite em pedir ajuda a um especialista. A avaliação de um adestrador é fundamental para que, juntos, possam formalizar um plano de treino e assim evitar situações mais complicadas.

6- Não desista!

Não desista! Com o treinamento adequado e com tranquilidade, você conseguirá transformar as refeições do seu amigão em um momento agradável para todos, inclusive para ele.

O importante é que o tutor entenda que a agressividade na hora da refeição é algo que deve ser resolvida, especialmente se houver crianças em casa.

E lembre-se: paciência e carinho transmitem segurança ao animal. Com o tempo, você e o seu peludo irão desfrutar de uma deliciosa relação de amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here